About us Fale com a Agência Nude: nude@nude.art.br | Darcy Toledo: (11) 99302-8755 | Jane Walter: (11) 98221-9341

Diário de S.Paulo: “Sem pudores”

Principal // Mídia // Diário de S.Paulo: “Sem pudores”

Fotógrafa de ensaios sensuais de mulheres maduras da novela foi inspirada no trabalho de paulistanas
Natália do Vale confessa que nunca havia ouvido falar em mulheres maduras que pagavam para fazer ensaios sensuais. Para interpretar Ingrid, em “Viver a Vida”, a atriz, no entanto, teve acesso a relatos reais de pessoas que haviam passado por esta experiência – nada mais natural, já que é dona de um estúdio especializado em fazer fotos desse tipo na novela das oito.

“Não precisei fazer laboratório porque a equipe do autor (Manoel Carlos) realizou uma pesquisa completa”, conta Natália.

A trama de Ingrid foi inspirada no trabalho das fotógrafas paulistanas Darcy Toledo e Jane Walter, donas da Agência Nude. Há dois anos, Maneco leu uma reportagem sobre o trabalho delas num jornal paulista e guardou a ideia. “Tenho por hábito recortar matérias para que possa utilizá-las em tramas”, afirma o novelista, que no começo do ano enviou duas de suas pesquisadoras para conhecer as fotógrafas de perto. “Elas anotaram a rotina de trabalho, ouviram histórias de clientes nossas. Depois, a Tereza (Lampreia, diretora da equipe de Jayme Monjardim) acompanhou uma sessão”, lembra Darcy, que atua, ao lado de Jane, como consultora da trama. Assim, emprestam o “Know-how” na produção das sessões nos estúdios da emissora, no Rio.Figurantes fazem as vezes das modelos nas cenas.

Com pouco mais de um mês da trama no ar, Darcy conta que já consegue notar maior procura de mulheres pelo serviço. “As mulheres veem e querem fazer igual”, observa a fotógrafa, que lidera a equipe exclusivamente feminina. “O grande desafio é ‘quebrar o gelo’, fazer com que elas se soltem. Se tivéssemos homens na equipe tudo ficaria mais difícil”. Na novela, Ingrid também trabalha só com mulheres.

As sócias da Agência elogiam a abordagem do trabalho delas na ficção. “Estamos muito satisfeitas. É importante para desmistificar, esclarece”, analisa.

Matéria publicada em 14 de outubro / Jornal Diário de S. Paulo / escrita por Juliana Alencar